Salto no pé e graxa nas mãos

Aviso: esse post pode irritar feministas.

Não se deixe enganar pelo tamanho do meu salto, eu entendo tão bem de carro quanto um homem. E, assim como os homens, também acho que mulher não sabe nada sobre o assunto. Paradoxo? Nem tanto.

Existem dois tipos de mulher motorista: a que tem carteira e a que tem cérebro carro. No primeiro tipo, temos a mulher que sabe dirigir (muitas vezes mal, por ser muito distraída ou defensiva demais), mas que não sabe nem identificar nem o mostrador da gasolina. Ela só sabe usar o carro, quem cuida dele é o irmão/pai/marido. Algum homem faz o serviço de abastecer, verificar o óleo, checar a água, calibrar os pneus, etc. Já na segunda categoria, temos a mulher que de fato é dona do veículo. Essa conhece o painel do carro (e presta atenção nele), sabe trocar pneu (a não ser que o seguro faça isso, aí ela só mostra onde está o estepe, rs), é ela quem toma conta do seu possante.

Toda vez que eu vou ao posto de gasolina, preciso convencer o frentista de que eu sei calibrar os pneus e não preciso que ele “confira” nada. Essa mulher aqui é meio macho, tá ligado? Eu não escolho carro por ele ser liiiiiindo ou por ter trinta porta-trecos. Eu dirijo um Kadett 1.8 de respeito, bem-cuidado e bem-conservado. O cara que tenta dar uma de espertinho pra cima de mim toma, no mínimo, um susto, porque eu não sou legal com quem acha que “ah, é mulher, é medrosa”. Marra não dirige carro.

Claro que existem outras mulheres que conhecem o veículo que dirigem, mas são muito poucas. Aliás, existe um tipo especial de motorista, formado por aquelas garotinhas que tiraram carteira ontem e se acham as independentes. A-hã. Não conseguem dar uma arrancada sem deixar o carro morrer. Sem problemas, querida, mas seu pai devia ter te presenteado com uma bicicleta.

É claro que ninguém – homem ou mulher – precisa entender de medicina para socorrer uma pessoa, mas saber realizar os primeiros socorros ajuda bastante, não é? É a mesma coisa com carros, não precisa ser mecânico, mas não dói aprender alguns cuidados básicos. Quando percebo algo de diferente no meu carro, converso com a minha mãe (ela normalmente descobre o problema), mas não há como saber se algo está estranho se não se presta atenção! Portanto, meninas, tratem bem os seus possantes!

Um beijo!

Anúncios

9 comentários sobre “Salto no pé e graxa nas mãos

  1. Felizmente tenho amigos e um namorado apaixonados por carro, então aprendo um pouco mais sobre esse mundo automobilístico às vezes.
    Não sei trocar estepe, mas sei onde está o mostrador da gasolina. ;)
    Bjitos!

  2. Esse post me deixou tremendamente deprimida… Primeiro porque, com 24 anos na cara, ainda não sei dirigir. Aliás, morro de medo. Meu namorado é doido pra que eu tire a carta, assim quem guia o carro nas longas descidas a Santos sou euzinha aqui. Manéimorrrta! Mas eu concordo contigo. Eu costumo dizer que mulher dirige mal pra caramba, com poucas exceções. Minha mãe é uma delas. Quando vejo motorista fazendo barbeiragem, já penso que é mulher, de cara. Não é questão de ser machista não, é só constatação mesmo!

  3. Sempre fui apaixonada por carros, por causa da influência do meu pai. Só poderei tirar carteira no final do ano, mas como sou curiosa demais eu pergunto tudo para ele para não ser babeira no trânsito depois, hahaha
    =*

  4. hahaha…
    eu ainda não tenho carros e tenho certo medo de dirigir, porque não tenho noção de espaço, me perco no meu próprio bairro e sou desajeitada demais.
    não tirei carteira ainda e nem estou muito a fim por enqüanto.
    entendo tanto de carro quanto uma arara entende de jogo de xadrez.

  5. eie! concordo plenamente com vc! sou mulher e não querendo ser machista, mas realmente acho que é verdade a frase que muitos homens falam: ‘ou mulher sabe dirigir MUITO BEM ou MUITO MAL’! pena que as ruas tão cheias de barbeiras por ai. me considero um apessoa que dirige bem, nao fico tao na defensiva mas também não sou uma louca atrás de um volante. tento entender o maximo sobre o carro, pelo menos pra saber explicar o problema que acontece com ele, mesmo que eu não saiba consertá-lo!
    beijocas!

  6. Ahahahaha adorei o post tá ligado? Mulher tem que deixar de ser o sexo frágil. Tudo tem hora. Não dá pra ser a delicadeza em pessoa o tempo todo. Aqui a mulher tbm é meio macho huahauhauahua.

    bjos

  7. Não é “anti feminista” o post. Fiz um post tbm de mulheres que dirigem mal, aí sim você vai ver o que as feministas não gostam… hahaha :)
    Enfim, acho tudo o que disse certo! É incrível o quanto os cuidados com o carro, mesmo na hora de dirigir, diz muito sobre uma pessoa. Em casa eu que dou muitos pitacos pro carro ser bem cuidado, não o uso muito, mas quando uso procuro manter ele em ordem.
    É complicado essa de garotas novas se sentirem “independentes” com o carro do pai na mão, porque só faz cagada na verdade… mas fala a verdade, vc não se sentiu assim no início? É muito bom o sentimento de liberdade que o carro dá. E o carro morre pq ninguém é perfeito no começo… Não é? =)
    Mas entendi o seu ponto de vista, tem mulher que se acha o máximo no trânsito – não precisa ser muito nova. E isso irrita.
    Beijo!

  8. ainda não tirei carta e provavelmente ainda vai demorar um tempo pra eu ter meu próprio “possante”…infelizmente, porque é uma das coisas que eu mais desejo! e eu quero um fusquinha, sério! mas um fusquinha chique e bem conservado rsrs afinal fusca é economico, não paga ipva e tem muito charme! já aprendi a calibrar os pneus sozinha com o meu noivo, inclusive quando vamos no posto e ele tá com preguiça ele pede pra eu descer e eu calibro os pneus…com certeza eu cuidaria e conheceria mto bem meu carrinho, mas sem a carta não rola né –‘

    e fala pra tua mãe tomar cuidado com essa moto que agora eu to traumatizada rs! nunca gostei de moto, agora menos ainda =P

    bjs bom fim de semana tati!
    =*

  9. Marina

    Ainda bem que já aprendeu a dirigir, já sei quem vai me levar pra facul todos os dias de manhã. xD~

    Acho mulher no volante um perigo! Todas as vezes que eu tava no carro e alguém cometia uma barbeiragem, era uma mulher. Tem mulher que dirige feito tartaruga, dá vontade de tacar um troço pra ver se ela se toca e guarda o batom no bolso!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s