Tanto faz se falta tempo

Se Albert Einstein lesse este post, diria que não sei organizar o tempo que tenho. “Falta de métodos”, comentaria. Desculpe, Einstein, mas métodos não são capazes de aumentar as horas do dia, eles apenas ajudam a fazer o tempo render, organizando as atividades e as priorizando.

Nos últimos dois meses, o que eu mais precisava era de tempo. Tempo para fazer o que eu quisesse. Porque todo o tempo que eu tinha era destinado ao que eu precisava fazer. Faculdade (e tudo o que isso engloba: estudo, trabalhos, pesquisas, professores picaretas, etc.), estágio, oficina mecânica, médico. Aliás, foi nas duas semanas antes do Natal, quando tive crises diárias de pressão baixa – chegou a 9 por 4 -, que fiquei refletindo sobre isso.

Como a greve na UnB afetou o calendário letivo, este  semestre, que deveria acabar em dezembro, terminará só no início de fevereiro. Em razão do Natal e do Ano-novo, marcaram um recesso de duas semanas nesse período. Foi nesse intervalo que consegui organizar as ideias para escrever no blog.

Longe de Brasília, estou aproveitando o final de ano no Rio de Janeiro. Nada de praia nem firulas de passagem de ano, porque eu detesto o calor e a sujeira daqui (desculpem, cariocas, mas é verdade) e não acredito em superstições. Bem, ainda tenho uma semana de descanso pela frente. Ou não. Trouxe na mala dois livros da faculdade, porque na primeira semana de janeiro terei de redigir um trabalho de 12 páginas. Além disso, preciso de uma pauta pra mais uma reportagem de rádio. E ainda vou participar do fechamento do jornal-laboratório. Tudo logo depois do recesso.

Eu até sou acostumada com a ralação e a correria, o problema é a falta de reconhecimento. Não me venha com essa de que “fazer um bom trabalho é obrigação”. Quando ninguém reconhece seu esforço, você não se sente parte da equipe, parece que “tanto faz”. Tanto faz que você fique sem almoçar para conseguir uma entrevista para uma reportagenzinha da faculdade que vai ser lida ou ouvida por no máximo cem pessoas. Tanto faz que você gaste dinheiro num livro ruim e desatualizado (porque não tem na biblioteca) só pra fazer o trabalho que a professora pediu (e que ela nem vai ler).

Estou ansiosa pelo fim do semestre. Mal posso esperar para me ver livre dos professores tanto-faz, não ter mais de acordar cedo para aguentar aquelas aulas chatas  – essas, sim, verdadeira perda de tempo. Não vou jogar tudo pro alto, sou adepta do veni, vidi, vici. Enquanto fevereiro não chega, sigo na batalha. ;)

Anúncios

10 comentários sobre “Tanto faz se falta tempo

  1. Isso sim que é foda! Fazer as coisas, dar seu melhor, e os professores nem lerem, ou pior, dar nota mais alta pra um louco qualquer que fez um trabalho de merda e pra ti dar “pontos suficientes pra passar”
    Fico puta com isso!
    :* espero que consiga se organizar e terminar todas essas coisas chatas, não ter tempo pra si é um saco!

  2. Pingback: Tweets that mention Tanto faz se falta tempo « Fora de Controle -- Topsy.com

  3. Oi Tati,

    Me identifiquei totalmente com seu post, meus últimos dois meses também foram super corridos, trabalhei muito e também não soube organizar meu tempo.. mas enfim passado o fim de ano as coisas começam a entrar no seu devido lugar…..

    Desejo muitas horas à mais no dia pra gente………..rs!!!!!!!!!!!!!

    Enfim Tati na verdade eu vim te desejar um ótimo 2011, que o próximo ano venha com tudo e cheio de coisas boas para nós!!!

    Beijos!!!!!!!!!!!!!

  4. Hey Tati ^^

    Primeiro, pare de pedir desculpas pela falta de visita ao N.A imagina!

    OMG! estou vendo meu futuro resolvi fazer uma 2ª facu e começo em Fevereiro… animada porém temerosa com tudo.
    Espero que o as atividades facilitem pra ti e que o tempo venha da forma como queira aproveitar.

    Xoxo

    :: Loma

    1. Hehehe. Ah, Loma, é que eu sinto saudade do contato dos comments, né? Lembra que eu ficava falando do Jake Preto e te chamando de Loma Negona? HAHAHA! Mas já me preparei para mudar essa situação em 2011. Vou atualizar meu blog com mais frequência, separar um tempo para comentar nos blogs… ficar sem isso também me desanima, como disse no post. Meu tempo não vai ser mais destinado somente às obrigações, vai ter que ter um espacinho pra diversão também. Uhul, tomara que eu consiga! Beijão!

  5. Querendo ou não, todo mundo que se esforça quer no mínimo receber ao menos uma palavra de “Ok, você se esforçou, parabéns”. Incentiva, motiva, faz bem. E pra quem diz, não custa nada. às vezes acho que algumas pessoas acham que as coisas que fazemos são “não mais que a obrigação”. E não é bem por aí, não…

    ps: sou do RJ e entendo perfeitamente a sujeira que você fala… e concordo totalmente!

  6. Nossa, aulas até fevereiro?
    E depois, como vai ter férias? Que coisa chata.
    É, é muito ruim quando as pessoas não reconhecem minimamente o esforço que vc teve. A vontade que dá é de não fazer nada. Pena que não podemos.
    Boa sorte com o seu final de semestre!
    E Feliz Ano Novo!

  7. Tá no Rio e nem me avisa, né? :(
    Nossa, saudades de você! É uma bosta esse negócio de greves e tal, falta de tempo, ainda mais quando tomamos certas responsabilidades, vem tudo de uma vez só pra cima da gente, e quando éramos crianças, o que mais nos afetava era o tédio, hah.

    Boa sorte, Tatchy! Muitas, muitas saudades de você. E fez 2 anos que a gente se encontrou!

    Beijo!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s