Book tag: Nananão

Primeira tag literária que fico com vontade de responder. Vi no canal da Ju do Nuvem Literária. A ideia original é da Farah do A Booktube Book e foi traduzida pelo menino elétrico do canal Maremoto TV.

Respostas sem spoilers.

 

Final de livro NANANÃO: Um final que te deixou péssimo, no chão, arrasado, ou que foi só uma bela bosta.

“Dias perfeitos”, de Raphael Montes. Um final tão ruim que supera os desfechos mais cagados de novelas da Rede Globo. Horrível, péssimo, sem pé nem cabeça. Parece até que trocaram com o fim dele pelo de outro livro, de tão sem noção que é.

 

Protagonista NANANÃO: Um personagem principal que te tira do sério.

“Caraval”, de Stephanie Garber. A ingenuidade e insegurança excessiva da Scarlett, sua devoção à irmã desmiolada… nossa, que preguiça! O livro todo foi uma grande decepção para mim (sinto até calafrios quando falam que vai haver continuação da história) e os personagens em geral deixaram muito a desejar. Faltou substância e complexidade para construí-los.

 

Série de livros NANANÃO: Uma série que é toda uma grande negação, que te deixou com aquela sensação de tempo perdido.

“Cinquenta Tons de Cinza”, de E. L. James. Eu li os três livros e fiquei com três principais impressões:

  1. A coisa toda se traduz em longa fantasia sexual de uma esposa frustrada. A mãe de xis filhos, com um marido pançudo que não dá conta do recado… de onde mais sairia essa história do multimilionário comedor?
  2. Aliás, se cortar as cenas de sexo, não tem história alguma. Nem mesmo os problemas de infância do Christian Grey dão liga. Parece que eles foram jogados ali só para o livro (a série) não parecer pura e simplesmente uma fantasia sexual.
  3. Se o Grey fosse pobre, o livro pularia da seção de romance para a policial.

 

Casal NANANÃO: Um casal que não acende as luzes do seu coração.

“O projeto Rosie”, de Graeme Simsion. O cara metódico e obsessivo com suas manias conhece uma mulher que vive uma vida toda desregrada… dá até pra imaginar que, se essa comédia romântica fosse adaptada para o cinema, Adam Sandler estaria no elenco. Só que a atração deles não colou pra mim.

 

Plot Twist NANANÃO: Uma virada de mesa que não virou mesa nenhuma.

“Cidades de Papel”, John Green. Desde o início da história, achei a Margo antipática. E, em dado ponto do livro, ela faz o que ela faz… e eu revirei meus olhinhos de tédio — não dava pra ser mais previsível, Margo? Argh.

 

Decisão de protagonista NANANÃO: uma escolha que você viu o personagem fazer e você pediu muito para que não fosse verdade, mas aí era e aí.. que pena.

“Proibido”, Tabitha Suzuma. Esse livro todo é meio “uau!”, na verdade. A autora teve bastante audácia e sensibilidade para tratar da relação entre Lochie e Maya. E a decisão dele frente a tantos problemas originados do transtorno da situação familiar deles… doeu o coração terminar essa leitura.

 

Gênero NANANÃO: um gênero que você nunca vai ler.

Terror. Apesar de evitar o radicalismo do “nunca”, escolhi terror porque é um gênero que não me atrai numa livraria, por exemplo. Meu limite é um suspense ou thriller policial; livros voltados para o macabro eu prefiro evitar.

 

Clichê de trama NANANÃO: aquela coisinha que tá em tudo que é história que você não aguenta mais ler.

Parei um pouco de ler romances porque a maioria das sinopses retrata um desses três clichês dos quais já estou enjoada: amor à primeira vista ou paixão platônica; primeiro eu te odeio, depois te amo; quem eu quero não me quer.

 

Recomendações NANANÃO: Uma recomendação que você ouve sempre e você sempre fala “Não querida, obrigado”.

Uma penca de gente me recomenda as séries escritas por Cassandra Clare (“Instrumentos Mortais”), Kiera Cass (“A Seleção”), Rick Riordan (“Percy Jasckson e Os Olimpianos”) e Veronica Roth (“Divergente”).

O problema é que eu sinto que “passei da fase” de lê-los. São séries com enredos semelhantes a livros que já li. A sinopse de “Divergente” me parece uma repaginação de “Jogos Vorazes”; Percy Jackson… Harry Potter? Não tem jeito, tenho certeza de que não vou curtir essas leituras hoje em dia, por isso nem tento.

 

Mania de escrita NANANÃO: Alguma coisa que um autor ou autores fazem que te deixam pedindo “Pelo amor de deus! Socorro! Pede para outra pessoa escrever essa parte?”

Qualquer livro que tenha “hiperventilando” ou “borboletas no estômago” no texto ganha minha implicância. O que aconteceu com ficar ofegante (ou faltar o ar) e sentir frio na barriga?

 

Livro NANANÃO: Um livro que não devia nem ter existido.

“A menina submersa: memórias”, de Caitlín R. Kiernan. Até entendo quem gosta do livro porque o vê como a materialização da mente esquizofrênica da personagem. Só que a obra foi vendida como fantasia, a sinopse é infiel, muito distante da história que encontramos naquelas páginas. É uma leitura cansativa e errática. A protagonista vai e volta, afirma e desmente, você se perde no tempo e nos fatos. Não gostei da experiência.

 

Vilão NANANÃO: Um vilão que não valeu nem o palito de limpar o dente, de tão fraco que foi.

Vou roubar nessa também e repetir “Caraval”, da Stephanie Garber. O tal Lenda é o vilãozinho mais mequetrefe que li nos últimos anos.

 

Autor NANANÃO: Um autor que você teve uma experiência ruim de leitura.

Marian Keyes. Li apenas “Melancia” e não pretendo pegar mais nada da autora. Essa história é muito entediante e o apelo chick lit dos outros livros dela me repelem mais ainda.

Anúncios

Um comentário sobre “Book tag: Nananão

  1. Concordo com quase tudo e respeito várias coisas. Mas vou citar Marian Keyes porque eu odiei a Claire em Melancia e por causa disso o livro inteiro. Porém amei Férias, juro e Tem alguém ai? Porque, bom férias apesar de tudo foi divertido e poderia ter “me deixado na m… com a personagem” e Tem alguém ai? porque foi intenso entender o que estava acontecendo. Os outros.. olha.. Los Angeles foi pra lá de mediano e Chá de Sumiço deixou a desejar. =/ mas enfim.. se vou te dizer pra ler? NANANÃO!

Deixe um comentário

Preencha os seus dados abaixo ou clique em um ícone para log in:

Logotipo do WordPress.com

Você está comentando utilizando sua conta WordPress.com. Sair / Alterar )

Imagem do Twitter

Você está comentando utilizando sua conta Twitter. Sair / Alterar )

Foto do Facebook

Você está comentando utilizando sua conta Facebook. Sair / Alterar )

Foto do Google+

Você está comentando utilizando sua conta Google+. Sair / Alterar )

Conectando a %s